sábado, 11 de abril de 2009

Vídeo de Lygia falando sobre AS MENINAS e POMBA ENAMORADA

(há um intervalo grande entre um e outro, a tela fica preta alguns segundos, mas não se assustem, depois recomeça normalmente.)

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Novas capas pela Cia das Letras







(arte de Beatriz Milhazes)

Lygia Fagundes Telles agora na Companhia das Letras

(...) os livros de Lygia Fagundes Telles começam a chegar em abril com um precioso projeto editorial: as capas serão desenhadas por Beatriz Milhazes, uma das artistas brasileiras com maior reconhecimento no exterior na atualidade. E, desde que foi formalizado o contrato com a escritora, no final do ano passado, dois consultores, Alberto da Costa e Silva e Antônio Dimas, vêm relendo seus textos para reorganizar a nova publicação.Os primeiros livros a ganhar nova roupagem chegam também com um ensaio crítico especialmente escrito para cada um. Assim, As Meninas terá a análise de Cristóvão Tezza enquanto o próprio Antônio Dimas se encarregará de Antes do Baile Verde. E Ana Maria Machado cuidará de Invenção e Memória. As obras terão ainda uma fortuna crítica especialmente preparada.A festa, em abril, promete ser grande - além do início da reedição, a dramaturga e escritora Maria Adelaide Amaral vai selecionar trechos da obra da escritora e convidar atores para fazer uma leitura dramática. E o escritor e compositor Arthur Nestrovski prepara uma música especialmente para o evento.O contrato com a Companhia das Letras, que passa a ter validade a partir do próximo mês, prevê a edição de 12 títulos. Com a antiga editora, a Rocco, continuam Conspiração de Nuvens e as coletâneas Meus Contos Preferidos e Meus Contos Esquecidos cujos contratos não expiraram. E também dois livros que Lygia se comprometeu a entregar, Passaporte para a China (crônicas escritas durante a visita àquele país, em 1964) e o infanto-juvenil Gatos, Cachorros e Outros Bichos. "Ela, no entanto, continua em plena atividade e já confidenciou que vem escrevendo algo novo, o que vai coroar sua vinda à editora", comemora Schwarcz.

Lygia Fagundes Telles muda de companhia

Toda a obra literária de Lygia Fagundes Telles (excepção feita a Conspiração de Nuvens e às colectâneas Meus Contos Preferidos e Meus Contos Esquecidos cujos contratos com a Rocco não expiraram) passará para a Companhia das Letras. Luís Schwarcz contratou Alberto da Costa e Silva e Antônio Dimas como consultores editoriais e coordenadores da reedição da obra de Lygia Fagundes Telles. Nos últimos anos, é o terceiro grande nome que entra no catálogo da Companhia, depois de Erico Verissimo e de Jorge Amado.
No caso de Jorge Amado, a coordenação da edição da obra completa é de Alberto da Costa e Silva e Lilia Moritz Schwarcz.
As negociações para as rescisões dos contratos e para a passagem à Companhia foram intermediadas por Lúcia Riff.